Campinas - Denúncias trabalhistas crescem 88% na região de Campinas em 4 meses! ~ QAP Vigilante

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Campinas - Denúncias trabalhistas crescem 88% na região de Campinas em 4 meses!

Posted By: Rosana Morais - 21:55:00
Foto: Fernando Pacífico/G1


O número de denúncias trabalhistas aumentou 88% na região de Campinas SP nos últimos quatro meses. De acordo com dados do Ministério Público do Trabalho, de agosto a setembro, o órgão recebeu 78 reclamações sobre falta de salários e atrasos em benefícios como vale-alimentação e 13º salário. Já no período de novembro a dezembro, o índice aumentou para 147. No total, de agosto a dezembro deste ano, o MPT registrou 419 denúncias.

De acordo com o órgão, a tendência é que no final do ano o número de reclamações cresça por conta da dificuldade das empresas de fechar o caixa e da necessidade de pagar benefícios como o 13º salário. De novembro a dezembro do ano passado, por exemplo, foram 105 denúncias, 28,5% a menos do que no mesmo período de 2016.

O vigilante Remil Roberto dos Santos trabalha em uma empresa de segurança de Campinas e contou que recebe salários e benefícios atrasados há aproximadamente um ano. Sem dinheiro, ele afirmou que está com dificuldade de manter as contas em dia e não consegue mais pagar a quantidade de juros a qual ele foi submetido.
“Todo mês os salários atrasam e a empresa não dá nenhuma satisfação para a gente. Realmente é uma situação muito difícil viver assim. Neste mês, o pagamento já está atrasado de cinco a dez dias. Inclusive já entregaram o holerite e não caiu nada. Eles estão atrasando vale-transporte, vale-alimentação, salários, 13º salário, tudo. Nós estamos precisando”, disse.

Demissão sem perder direitos
A procuradora do trabalho Luana Lima Duarte afirmou que, além do aumento de reclamações trabalhistas durante o final do ano, as empresas têm alegado que estão com dificuldade de arcar com folhas e benefícios por conta da crise econômica. O órgão orienta que o trabalhador pode pedir o desligamento da empresa em caso de atraso de três ou mais meses de salário, sem perder os direitos trabalhistas.
“Muitos desses benefícios são negociados pelo sindicato, então também cabe ao sindicato a tomar as medidas com as empresas, assim como também cabe ao Ministério Público do Trabalho. O trabalhador não é obrigado a tolerar atrasos salariais sucessivos. Se o atraso for igual ou superior a três meses, os tribunais entendem que ele pode pedir demissão sem a perda dos direitos que um pedido de demissão normal acarreta”, explicou.








Fonte Pesquisada:
http://g1.globo.com/sp/campinas-regiao/noticia/2016/12/denuncias-trabalhistas-crescem-88-em-campinas-durante-cinco-meses.html

Ricardo Santos

Com 34 anos,há 8 anos na vigilância e a 4 anos na como de líder em Araraquara-SP, com extensão em transporte de valores, escolta armada. Superior em administração e sistemas de informação; Bacharel em Design Digital; Buscando e compartilhando informações que os vigilantes muitas vezes tem dificuldades para encontrar.

0 comentários:

Postar um comentário

Ads

Member

Copyright © 2016 Direitos reservados

QAP Vigilante Design Ricardo Santos Ricardo Santos